Oi Andre, eu entendo que no governo você está mais suscetível a um jogo de poder onde você tem menos acesso à quem de fato toma as decisões. Mas eu tenho visto cada vez mais exemplos de formação de relações mais saudáveis entre equipes e clientes. Depende, é claro, do posicionamento e da cultura estabelecida no órgão em que você atua. Se há um posicionamento e há uma cultura forte por trás que se defende contra isso, os clientes se adaptam e jogam junto. Infelizmente, não é o caso de muitos que ainda preferem jogar o jogo de agradar às esferas superiores. Quando o jogo é esse, como falei, não há vencedores. Nesse caso, o assunto vai para a esfera do jogar o jogo sem ter escolha . Mas aí, é o que eu coloquei no último parágrafo do texto, até fazer isso… até ter que jogar esse jogo… inclusive essa é uma escolha.

Fundei o Software Zen para desvendar a "Arte da Gestão de Software" para aqueles que querem fazer a coisa certa | Encontre-me em: http://softwarezen.me

Fundei o Software Zen para desvendar a "Arte da Gestão de Software" para aqueles que querem fazer a coisa certa | Encontre-me em: http://softwarezen.me